Diretores da ANTAQ, Adalberto Tokarski (geral) e Mário Povia, participaram durante o Bloco 1 do 1º Encontro da Navegação Sustentável na Amazônia...


Clipping - Marítimo
ANTAQ demonstra preocupação com malha hídrica devido ao acúmulo de resíduos
28/07/2017
Diretores da ANTAQ, Adalberto Tokarski (geral) e Mário Povia, participaram durante o Bloco 1 do 1º Encontro da Navegação Sustentável na Amazônia

“A malha hídrica vem apresentando sinais de comprometimento pela disposição inadequada de materiais não degradáveis e acúmulo de resíduos diversos.” A afirmação é do diretor-geral da ANTAQ, Adalberto Tokarski, que palestrou durante o Bloco 1 do 1º Encontro da Navegação Sustentável na Amazônia, evento que acontece em Santarém (PA). O tema da palestra foi “ANTAQ e Sustentabilidade da Navegação Interior”.

Tokarski listou os objetivos do Projeto de Coleta Seletiva nas Embarcações da Navegação Interior Mista na Região Amazônica: aprimorar os procedimentos para gestão dos resíduos pelas embarcações e instalações portuárias; apresentar cartilha sobre o tema para os passageiros; apresentar fôlder explicativo para a tripulação e instalação portuária.




O diretor-geral informou que aproximadamente nove milhões de passageiros por ano utilizam cerca de 600 embarcações que trafegam em 249 linhas longitudinais (dentro do estado) e em 59 linhas longitudinais interestaduais. Além disso, são 52 milhões de toneladas movimentados no transporte longitudinal, levando-se em conta as navegações de longo curso, cabotagem e interior.

O diretor da ANTAQ, Mário Povia, foi o moderador do Bloco 1. Povia ressaltou a importância da coleta seletiva nas embarcações. “É fundamental que haja essa conscientização, e a ANTAQ, com essa ação, vai ao encontro dessa educação ambiental que deve envolver toda a comunidade. A coleta seletiva nas embarcações também faz parte da prestação de serviço adequado que essas embarcações devem fazer para atender o usuário.”

O Bloco 1 contou também com a participação de Cristiane Andrade, supervisora de Relação Porto-Cidade e Meio Ambiente da Companhia Docas do Pará, que destacou a responsabilidade socioambiental da autoridade portuária e as ações que a CDP desenvolve com a comunidade, entre elas balé, caratê, leitura de histórias e educação ambiental.

Cristiane Andrade também destacou o Projeto de Educação Ambiental para Todos (Peat), que oferece ações de sensibilização junto aos passageiros e tripulação de embarcações fluviais visando estimular a prática da coleta seletiva e, consequentemente, a melhoria da qualidade de vida da população, entre outras atividades.

O gestor ambiental da Prefeitura de Santarém, José Palheta, apresentou diversos conceitos relacionados ao meio ambiente e dados sobre a coleta de resíduos que acontece em Santarém. No município, 70% da coleta acontece à noite. A cidade conta com oito caminhões compactadores e uma van de coleta de resíduo hospitalar.
As notícias publicadas no clipping refletem as opiniões dos seus respectivos autores e não do Escritório. Sendo o clipping apenas uma reprodução das notícias extraídas de fontes diversas, o Escritório não se responsabiliza pelas informações publicadas ou por danos causados pelo uso dessas informações.
Fonte:  Portos e Navios  Link direto:  Clique aqui
Leia mais notícias sobre:  Direito marítimo
Voltar
  Últimas Datas
23/10/2017
20/10/2017
19/10/2017
18/10/2017
17/10/2017
11/10/2017
10/10/2017
09/10/2017
06/10/2017
05/10/2017
04/10/2017
03/10/2017
02/10/2017
29/09/2017
28/09/2017

Para localizar um Clipping específico, utilize o formulário abaixo:

Busca por assunto / Busca por data
Infront Informatização Empresarial